Conversa de Costura

A importância da peça piloto

26 Outubro, 2017

Hoje venho falar-vos de uma situação muito engraçada que me aconteceu no outro dia e aproveitar para explicar a importância da peça piloto.

Quando comecei a aprender mais sobre modelagem, explicaram-me logo que por mais perfeita que seja a modelagem, a roupa em si pode não ter o mesmo caimento de corpo para corpo (uma vez que não somos todos iguais) e que por isso é muito importante fazer uma peça piloto. Este teste servirá para ver como o modelo assenta, para confirmar os ajustes que são necessários fazer e principalmente, é uma forma de entender como a peça irá ser construída no tecido final. Esta peça piloto é um teste que é feito antes da peça definitiva e pode ser feita em algodão cru (um tecido muito baratinho e óptimo para estes testes) ou então podem aproveitar lençóis que já não usem para esta finalidade.

A primeira peça que fiz na modelagem foi uma saia e fiz então a peça piloto da saia. Percebi que necessitava de vários ajustes e logo alterei o molde. Mais tarde usei essa saia para fazer uma peça piloto também, mas desta vez de um vestido.

peça piloto vestido

Depois da saia, aprendi a fazer a modelagem do top normal e depois fiz uma adaptação a um top com recorte princesa. Mais uma vez, fiz a peça piloto, vi que o decote estava muito alto (refiz no molde), precisava de uns ajustes nas laterais e era isso.

top recorte princesa

Depois fiz também um vestido com a parte de cima com recorte princesa e uma saia com duas pregas. Este modelo foi usado para um vestido de um casamento pelo civil. Ficou a coisa mais linda (sim, a saia era mais comprida).

vestido recorte princesa

Tudo isto para vos contar o quê: no outro dia, comprei uma revista de moldes espanhola, a revista Patrones. Estou muito habituada a comprar a Burda que amo de coração. Já comprei outras revistas de moldes e não há nenhuma como a Burda: moldes em vários tamanhos e perfeitos, medidas certinhas, bem explicado, tendências atuais, um máximo. Mas os meus olhos bateram nesta capa, folheei e gostei do que vi e comprei a revista.

revista patrones

Cheguei a casa muito entusiasmada para fazer umas calcas que estavam na revista e fiquei parva quando vi que na folha de moldes só estavam 3 tamanhos: 40, 44, 48.

calças

Achei muito estranho os moldes começarem logo pelo nº 40 mas continuei o meu trabalho. Copiei o molde no nº 40 (eu visto o nº 38 de calças, sempre dava para apertar) e como não conhecia a revista achei por bem fazer uma peça piloto antes de cortar diretamente no tecido final. Ora, calças cortadas num tecido de um lençol, calças cosidas, vamos experimentar. Não acreditam se vos disser que elas ficavam super apertadas nos gémeos e não apertavam na zona do quadril. Comecei a pensar e lembrei-me que realmente a tabela espanhola é diferente da nossa, o meu tamanho na revista supostamente é o 48, ou seja, fiz umas calças que deveriam ser um 32 ou 34!!!

Agora vocês, costureiras experientes e dedicadas dizem: então e porque não mediste os moldes para confirmar se dava ou não, porque não estavas mais atenta à tabela de tamanhos da revista, hein?? Pois, tem razão nisso tudo, mas estou tão acostumada à revista Burda que não me lembrei de nada disso. É quase como ir a uma loja que não estamos habituadas a ir, pegar numa peça supostamente do nosso tamanho e depois não servir. Nunca vos aconteceu? Foi mais ou menos isso.

Resumido e concluindo: se tiverem oportunidade, optem sempre por fazer uma peça piloto para testar e ver como ficará a peça final. Ajuda a ganhar experiência na costura, como o tecido é baratinho não há aquele medo de perder o tecido e o dinheiro nele investido, conseguimos ter uma ideia de como vai ficar a peça final e podemos fazer os ajustes que bem entendemos. Dá um bocadinho de mais trabalho, mas são só vantagens.

Agora digam-me, a quem é que nunca aconteceu uma história destas? Quem nunca copiou um molde toda cheia de confiança e depois a peça ou fica pequena ou grande de mais? Espero não estar sozinha nesta aventura.

Boas costuras e até à próxima

Only registered users can comment.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.